“E se…?”

Nas obras que participo, de maneira velada prefiro pecar pelo excesso junto à equipe do canteiro do que, posteriormente, lamentar e se arrepender com a célebre pergunta: “e se…?”.

O processo de obtenção do concreto aparente é repleto de detalhes e cuidados, e são eles que compõem e contribuem diretamente no resultado final.

Nem todos esses detalhes e cuidados estão ao nosso alcance, e não teremos controle direto do pacote como um todo, mas boa parte pode sim ser zelado por nós.

Mas não tem mágica! Uma boa mão de obra precisa de bons insumos. 

 Ao mesmo tempo, destaca-se: há momentos de se economizar e momentos de se investir um pouco mais. Ao final, tem-se o ponto de equilíbrio financeiro do processo.

Nunca compare qualidades diferentes sob o mesmo parâmetro.

E lembre-se: a confiança é a base do desenvolvimento.