2016 + Qualificação Profissional

Primeiramente, quero desejar um grande ano para você e sua família!

Nesse ano o Blog terá uma certa frequência. O convido a visitá-lo, sugerir temas, e até mesmo escrever para o blog sobre temas relacionados. Você é meu convidado. Caso tenha interesse, entre em contato, por favor.

Como escrevi o livro sobre a Qualificação Profissional na Construção Civil publicado pela Editora PINI (imagem ao lado) – sendo oriundo da minha dissertação de Mestrado no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), procuro sempre pensar sobre o tema.

Em suma, como lidar, e como encarar os desafios dentro da realidade do nosso mercado.

Uma solução relativamente simples e aplicável é contar com os parceiros que usualmente constituem as obras da empresa (arquitetos, projetistas, consultores e fornecedores) para que se fomente debates específicos com engenheiros, mestres e encarregados.

Além disso, compilar metodologias e aprendizados em um Manual Prático-Ilustrativo, tendo-se um histórico dos resultados. Toda obra gera aprendizado.

No canteiro, preparar futuros encarregados e mestres, podendo e devendo assimilá-los ao quadro de funcionários da empresa.

Isso porque a terceirização é uma realidade do nosso mercado difícil de mudar. Temos que nos adaptar e procurar caminhos realistas.

Dito isso, até mesmo ponderar a validade de se assimilar profissionais pontuais dentro de funções-chave como pedreiro, carpinteiro e armador pode ser uma estratégia interessante, uma vez que terão a formatação do padrão da empresa e farão a ligação direta com o canteiro.

Tudo isso, além de agregar conhecimento e respaldo, faz com que a empresa transmita confiança ao seu cliente.

Vamos debater esse tema…?